Top de autores

Lunes 23 de abril 2018   BUSQUEDA
   
   
Daniel  Edevar, Carvalho Koerich Cynthia Rosan, Lang  Amarildo.
O perfil do absenteísmo dos servidores da prefeitura municipal de Curitiba, de 2010 a 2015
Revista Bras. Med. Trab. 2017; 15(2)  : 142-149

Resumen
 

Introdução: Compreender a causa dos afastamentos por doença dos servidores públicos é uma importante ferramenta de gestão em saúde ocupacional, pois auxilia o entendimento sobre a condição de saúde e doença, contribuindo para a elaboração de políticas de prevenção e promoção da saúde. Objetivos: Analisar os indicadores de absenteísmo dos servidores municipais da prefeitura de Curitiba.

Métodos: O método utilizado para a pesquisa foi descritivo de série temporal com abordagem quantitativa. O universo estudado é composto por servidores pertencentes ao quadro do regime jurídico único do município de Curitiba que se ausentaram do trabalho por motivo de doença entre os anos de 2010 e 2015.

Resultados: Ao contabilizar o número de dias de afastamento registrados na perícia médica, foi encontrada uma média de 23 dias. O índice de absenteísmo reduziu de 5,24% (em 2010) para 4,88% (em 2015), ano em que os principais motivos para o afastamento laboral foram os decorrentes dos grupamentos de CID M, F e S.

Conclusão: Os altos índices de licenças médicas apontam para uma organização pública que necessita de cuidados. Espera-se que os resultados possam auxiliar os gestores na formulação de medidas preventivas e no desenvolvimento de programas, bem como servir como ponto de partida para o estabelecimento de ações que visem a um melhor gerenciamento do absenteísmo.


Palabras clave: Absenteísmo, setor público, saúde do trabalhador.
Este artículo ha sido visitado 54 veces.
   
Abril-Junio
Números anteriores

 

Urge tu vital apoyo

Indice

Lo más leído