Prevalência dos sintomas da endometriose:

Revisão Sistemática 

Autores: Regina De Sousa Tatiane, Queiroz Ana Paula, Assumpção Baron Rodrigo, Flores Sperandio Fabiana

Resumen

Objetivos: estabelecer qual a prevalência dos sintomas nas mulheres com endometriose, levando-se em consideração os dados epidemiológicos e o comprometimento dos sistemas por ela acometidos. Fonte de dados: A pesquisa foi realizada nas bases de dados: Medline (Ovid Web); Scopus e PubMed. Métodos de revisão: Foram incluídos estudos publicados a partir de 2009. Os estudos foram avaliados por dois revisores independentes que avaliaram o título, e o resumo e posteriormente cruzaram os dados, as discrepâncias foram analisadas por um terceiro revisor. Após este processo os textos completos foram analisados e os dados relevantes à pesquisa extraídos. Resultados: Os estudos revelam que os sintomas referentes ao sistema reprodutor são os mais característicos no quadro de endometriose. Mulheres de raça branca, com nível superior completo e idade média de 34 anos são as mais acometidas. E tempo de demora do diagnóstico é em torno de 5 anos. Conclusões: Os principais sintomas prevalentes encontrados nesta revisão foram a dismenorréia, a dor pélvica crônica e a dispareunia, mas sintomas secundários como a depressão também tem se tornado significativos. Eles aparecem, sobretudo nas mulheres caucasianas e em idade reprodutiva, acentuando-se perto do período menstrual, onde o estrógeno está presente em maiores quantidades, e aliviando com a gravidez e com a menopausa.

Palabras clave: Endometriose dismenorréia dor pélvica infertilidade dispareunia prevalência.

2017-11-03   |   137 visitas   |   Evalua este artículo 0 valoraciones

Vol. 29 Núm.2. Julio-Diciembre 2015 Pags. 211-226 CES Medicina 2015; 29(2)