Fatores de risco para doenças cardiovasculares no policial militar

Autores: Calamita Zamir, Rodriguez da Silva Filho Carlos, Capputti Pedro Fernando

Resumen

Contexto: Este é um estudo epidemiológico descritivo-analítico, sobre a prevalência dos fatores de risco para doenças cardiovasculares (DCV) no policial militar que atua na região de Marília, cidade do interior do Estado de São Paulo. Objetivo: Mapear e detalhar as condições de saúde do policial militar quanto aos principais fatores de risco para DCV. Métodos: Foram analisados aproximadamente 900 policiais, por meio de dados obtidos em suas fichas de inspeção de saúde preenchidas durante o ano de 2006. Resultados: Foram encontradas as seguintes prevalências dos fatores analisados: 13% para o tabagismo, 39% para dislipidemias, 3% para o diabetes mellitus, 5.3% para a hipertensão arterial, 38% para antecedentes familiares de DCV, 18% para a obesidade e 16% para a inatividade física; a prevalência de estresse foi constatada em 48% dos policiais. Estes resultados foram comparados aos de outros estudos na população civil e militar de outros países. Conclusões: Apesar de ser um estudo regionalizado, observou-se que, relativamente a outros grupos populacionais, o policial militar parece apresentar a maioria dos índices de prevalências de risco para DCV melhores do que os observados por outros autores, tanto na população civil quanto militar.

Palabras clave: Cardiologia fatores de risco medicina interna/epidemiologia polícia.

2010-07-23   |   2,063 visitas   |   Evalua este artículo 0 valoraciones

Vol. 8 Núm.1. Junio 2010 Pags. 39-45 Revista Bras. Med. Trab. 2010; 8(1)