Exposição acidental à vacina da brucelose

 

Autores: Hyeda Adriano, Sbardellotto Fides

Resumen

Contexto: O acidente com a vacina da brucelose representa um potencial risco de infecção ao ser humano, por conter cepas de bactérias vivas e atenuadas. Objetivo: Analisar os dados da literatura referentes ao impacto da exposição acidental à vacina da brucelose na saúde do trabalhador, assim como as recomendações no atendimento do acidentado e as medidas preventivas no controle deste risco ocupacional. Métodos: Trata-se de um estudo de revisão em que os dados referentes ao tema abordado foram obtidos por meio dos sites PubMed/MEDLINE e SciELO/LILACS,. Resultados: A brucelose é uma doença altamente contagiosa e pode causar sérias complicações à saúde do trabalhador. A exposição acidental à vacina é uma das formas conhecidas de transmissão da doença ao homem. Para preservar a saúde do trabalhador acidentado, recomenda-se utilizar antibioticoterapia profilática e realizar um adequado seguimento clínico e laboratorial. As medidas de segurança e saúde no trabalho são importantes na prevenção de novos eventos. Conclusões: Os acidentes com a vacina da brucelose podem trazer sérios problemas à saúde do trabalhador. Um atendimento inicial adequado e um monitoramento dos casos podem minimizar esse risco. Devem-se priorizar as medidas de segurança no trabalho e a promoção de treinamento para prevenção de novos acidentes.

Palabras clave: Brucelose; vacinação; sorologia; controle; trabalhador.

2012-04-16   |   2,231 visitas   |   Evalua este artículo 0 valoraciones

Vol. 9 Núm.2. Julio-Diciembre 2011 Pags. 62-68 Revista Bras. Med. Trab. 2011; 9(2)